Lac

“A humanização dos serviços passa pela melhoria das condições de trabalho dos profissionais”… Jeremias Agostinho, Médico Especialista em Saúde Pública

A “Problemática do Atendimento Humanizado no Sector da Saúde” e os desafios que persistem em relação aos cuidados primários vão dominar hoje a 13.ª edição do Café CIPRA, do Centro de Imprensa da Presidência da República.

Apesar de o pelouro da Saúde constituir prioridade nas políticas públicas do Executivo, resultantes no aumento quantitativo e qualitativo das suas infra-estruturas e ampliação do acesso aos serviços especializados, subsistem desafios relacionados aos cuidados primários e ao atendimento humanizado aos pacientes.  Estará no centro do Café CIPRA, num diálogo entre o Executivo e a sociedade civil, a Ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.

Para o especialista em saúde pública, Jeremias Agostinho, a humanização dos serviços passa pela melhoria das condições de trabalho dos profissionais, e o estabelecimento de uma relação de dialogo entre tutela e classe profissional para a criação de um ambiente mais saudável.

Jeremias Agostinho, critica a política de tolerância zero a actuação não humanizada, que na sua optica pune e combate as consequências sem corrigir as causas do fenômeno.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias