Lac

“A liberdade de imprensa mundial, continua refém do poder político que deveria ser o seu guardião”… António Guterres, Secretário Geral das NAções Unidas

O secretário geral das Nações Unidas, disse que nos quinze últimos anos, foram registados perto de setecentos e cinquenta ataques à jornalistas no mundo, na sua maioria, por cobrirem questões ligadas a degradação ambiental global.

O facto consta da mensagem de vídeo, enviada por António Guterres aos participantes na trigésima primeira, Conferência, dedicada ao Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, que decorre na Cidade de Santiago do Chile.

O líder da Onu não se mostra surpreendido pelo facto de algumas pessoas e instituições poderosas terem tentado impedir que os jornalistas reportassem e apresentassem provas de crimes ligados à mineração ilegal, exploração irregular de madeira, caça furtiva e outras questões ambientais.

Destaca que muitos destes actos, até mesmo os que culminaram em mortes, ficaram impunes, e pede aos governos que façam tudo, para permitir que realmente se aplique a liberdade de imprensa.

Sublinha também que a liberdade de imprensa mundial, continua refém do poder político que deveria ser o seu guardião.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias