Lac

Analistas indicam possível culturalização da não prestação das contas públicas por parte das entidades competentes

Os analistas sócio-políticos da LAC, que falavam durante o programa “Jornal 7 dias”, indicam uma possível recorrência da não de prestação de contas por parte das entidades públicas, numa altura em que apenas quatro províncias justificaram como gastaram o dinheiro público, segundo o relatório do primeiro trimestre de 2023.

Para José Guerreiro, as entidades públicas têm desempenhado a sua função sem grande entusiasmo, uma vez que não se tem constatado os resultados dos seus trabalhos junto das comunidades.

Por outro lado, Gustavo da Conceição refere que Angola corre o risco de sofrer com a culturalização da não prestação de contas, pois considera preocupantes para o contexto angolano, os dados apresentados pelo relatório trimestral de 2023.

Rui de Castro diz que a recorrência desta situação indica que é um caminho aberto para a corrupção dentro do executivo e realça que está problemática em Angola não é novidade, uma vez que é um assunto que o país já tem vivenciado.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias