Lac

Dados do INE avançam que Economia nacional gerou apenas 1.454 empregos formais em 2023

A economia nacional gerou apenas 1.454 empregos formais no ano passado. Um ano em que o número de desempregados cresceu em 543.851 para 5.465.291, a economia angolana gerou apenas 1.454 empregos formais, de acordo com cálculos do Expansão com base no relatório do Inquérito ao Emprego em Angola (IEA) do Instituto Nacional de Estatística (INE), relativo ao IV trimestre de 2023, que refere que a taxa de desemprego cresceu para 31,9 por cento.

A taxa de desemprego agora apurada pelo INE coloca Angola no terceiro lugar dos países com a taxa de desemprego mais alta, de acordo com dados do Fundo Monetário Internacional (FMI), entre um total de 115 nações, apenas atrás do Sudão e da África do Sul. NO entanto, para 2023 o FMI não contabilizou países como a Venezuela a Síria, a Nigéria ou a RDC.

No ano passado entraram em idade activa de trabalho mais 554.179 pessoas, 98 por cento destas pessoas entraram directamente para o desemprego, alargando para 5.465.291 o número de angolanos desempregados.

Will Piassa da Rede Angolana de Luta Contra Pobreza, considera que o desemprego tem contribuído para a pobreza significativa dos angolanos, e disse também que devem ser criadas condições para formalizar quem está na informalidade e capacitar para melhorar a situação.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias