Lac

Falta de Cooperação entre o Estado e o sector privado compromete a dinamização do turismo em Angola

A falta de uma cooperação e interacção alargada entre o Estado angolano e o sector empresarial privado tem comprometido a dinamização do turismo no país.

De acordo com as declarações do analista para questões socais da LAC, José Guerreiro, a ausência de humildade do Estado no seu processo de administração e gerenciamento do turismo diante do ente privado tem condicionado o desenvolvimento do sector.

José Guerreiro, que falava durante o programa “Jornal 7 dias da LAC”, disse que existem factores externos e internos que comprometem o desenvolvimento do turismo no país.

“Um dos factores externos é a estruturação do próprio sector e a competência dos quadros, que leva a questionar se há necessidade ter mesmo um Ministério! Por outro lado, é necessário que se melhore também a imagem do país na diáspora”, referiu.

O analista acredita que o sector vive com a falta de diálogo e encorajamento do Executivo aos principais investidores. “Falta ainda alguma humildade ao Executivo para ouvir àqueles, que, na prática, actuam no sector do Turismo”, salientou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias