Lac

Falta de definição para votos leva Messi a vencer o “The Best FIFA”

A falta de critérios concretos para a premiação do melhor jogador do mundo, pela Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA), tem resultado em indicações irregulares para o prémio, segundo os analistas desportivos angolanos.

Para o analista, José Cunha, é recorrente a inexistência de objectividade nos critérios de votação para o prémio de melhor jogador do mundo, pois, revela que o sistema realizado actualmente não faz sentido, sendo que não é visível a realização de votos 100 por cento democráticos.

Além disso, o comentarista desportivo, José Miguel, indica que votações do género serão sempre subjectivas, uma vez que visam enaltecer os interesses de identidades particulares envolvidos no prémio. O analista fala ainda que existe falta de clareza nos critérios de atribuição do “The Best”.

O jornalista desportivo, Valter dos Reis, referiu também que a recente victória de Lionel Messi, para o prémio “The Best”, diminui a credibilidade do troféu e desprestigia o nível do futebol actual, sendo que acredita que acções como estas, podem diminuir a dedicação dos jogadores no futebol.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias