Lac

“Alexandre Santos demorou muito a reagir à dinâmica do jogo com o TP Mazembe”… Mateus Gonçalves, analista desportivo

O analista desportivo da LAC, Mateus Gonçalves, acredita que a acção tomada pelo treinador do Petro de Luanda diante do TP Mazembe, no jogo a contar para os quartos de finais da Liga dos Campeões Africanos, não foi a mais adequado para o desenrolar da partida.

O especialista em questões desportivas, que falava durante o programa “Manhãs de Desporto”, salientou que Alexandre Santos foi pouco incisivo no jogo.

“O banco do Petro não adoptou as melhores soluções, porque o treinador levou muito tempo a reagir”, retractou.

Para Mateus Gonçalves, os tricolores tiveram momentos de extremo sufoco na partida, pelo facto da equipa técnica não apresentar capacidade de antecipar a metodologia de jogo dos visitantes do Congo.

Segundo o analista, o Petro de Luanda não teve uma reacção adequado e oportuna, para impedir o domínio do TP Mazembe, durante a segunda parte.

“O treinador não teve capacidade de antecipação e permitiu-se que o Petro levasse pancada como um pugilista encurralado entre as cordas”, realçou.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias