Lac

Pouca Interacção entre instituições estatais e privadas resulta na falta de investimento da produção nacional

A escassa relação entre as instituições do estado e as empresas que actuam no país tem resultado no pouco investimento da produção nacional e na ausência de entidades estrangeiras, segundo o delegado da Associação Industrial de Angola “AIA”, Horácio Domingos.

Segundo o empresário, a forma como o Estado tem interagido com as empresas condiciona o desenvolvimento económico, pois, considera que o método de diálogo utilizado tem dificultado a actuação do sector empresarial.

Para o delegado da AIA, os empresários tendem a desistir do seu exercício devido à carga fiscal que recaí sobre as suas empresas, mediante a uma inexistência de interacção entre as partes.

Horácio Domingos acredita que uma forma de melhorar a economia angolana reside na alteração do diálogo entre as entidades do estado e os empresários que actuam de forma informal ou formal.

“A cada vez mais tendência para informalização e desmoralização por parte das empresas que actuam em Angola, pela forma como Estado estabelece a relação com os empresários”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias