Lac

Professor Universitário indica falta de capacidade profissional na docência em Angola

O professor Universitário, Carlos Tomé, disse que a falta de capacidade profissional tem se tornado o principal factor da má qualidade de ensino no sector angolano.

O docente,  que falava sobre o estado do ensino no país, durante o programa “Conversas 4.1”, afirma que está actuação dos profissionais angolanos tem resultado no péssimo desempenho dos alunos.

“É inadequado um professor ser o promotor da má qualidade de ensino, pois indica uma falta de transmissão de conhecimento no processo educativo”.

Carlos Tomé pede cautela no ambiente educativo, devido à ocorrência desses casos, e apela a mudança de mentalidade, para contornar esse paradigma.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

publicidade

Últimas notícias